Legalização de Películas Automóveis

As películas auto permitem-te melhorar a estética, conforto, segurança e privacidade do teu carro, mas com um pequeno senão: tens de cumprir a lei. E quando se trata de leis, sabemos que existem mil e uma opiniões e torna-se difícil encontrar a informação que procuramos.

Por isso, vamos simplificar isso para ti.

Que tipo de películas posso legalizar?

No caso de teres um carro comercial (ligeiros de mercadorias), e só quereres aplicar nos vidros traseiros (atrás do pilar B) podes ignorar o resto deste texto, pois não é necessário legalizar. No caso de aplicares à frente do pilar B, aí aplicam-se as mesmas leis.

Antes de sabermos como proceder à legalização é importante perceber o que podemos legalizar:

  • Atrás do pilar-B:  Qualquer tonalidade , desde que não seja totalmente opaca (0%)
  • Frente do Pilar B e para-brisas: Transparente (película de segurança)

Nota: Podes estar a perguntar: Mas porque alguém iria gastar dinheiro a colocar película transparente? A verdade é que na película transparente apenas perdes as componentes “estética” e “privacidade”. A segurança em caso de embate e redução de calor/passagem de raios UV mantém-se (iremos abordar isto de forma mais aprofundada no futuro).

Qual o procedimento?

Agora que sabes quais as tonalidades permitidas, tens de encontrar uma empresa/instalador certificado para a aplicação das películas. Este é um passo vital para garantires tanto um trabalho de excelência como a possibilidade legalizar.

  1. A película aplicada tem de ser homologada e a sua marca de homologação tem de estar visível e completamente legível em TODOS os vidros em que esta seja aplicada.
  2. A instalação não pode ter bolhas de ar e/ou estar a descolar, prejudicando a visibilidade e por consequência não ser aprovado na inspecção extraordinária.
  3. Precisas do certificado de instalação passado pelo instalador.

Agora que já tens a película instalada no teu carro, está na hora de “tratar da papelada”. 

Inspecção B

O primeiro passo será realizar a inspecção B, num centro de categoria B (poderás encontrar o mais próximo de ti aqui). Documentos necessários

  • Livrete
  • Ficha da última inspecção
  • Certificado da instalação das películas

É importante salientar que esta inspecção não pode ser repetida. Em caso de reprovação terás que pagar uma nova re-inspecção, por isso tens de garantir que o teu carro se encontra em perfeitas condições. 

Caso falte menos de 3 meses para a próxima inspecção periódica esta inspecção extraordinária engloba a periódica.

Esta inspecção tem um custo, à data desta publicação, de 109.97€ (podes verificar os preços aqui).

IMT

Agora que o passo mais assustador está resolvido, só terás que te deslocar ao IMT para fazer a alteração no livrete. Terás de te fazer acompanhar dos seguintes documentos: 

  • Livrete
  • Cartão de Cidadão
  • Formulário do modelo 9 devidamente preenchido
  • Papel a comprovar a aprovação das películas na inspecção B
  • Certificado de instalação das películas

Este processo tem um custo de 150€ e inclui a taxa de transformação e reenvio de novo livrete para a tua morada.

E se eu não legalizar?

Devido aos custos associados com a legalização algumas pessoas arriscam não proceder à legalização. E, compreendemos que possas estar a pensar fazer o mesmo. Mas, não o faças!

Caso sejas mandado com película não homologada no livrete poderás ser multado em 250€ além da apreensão dos documentos da viatura. Terás ainda de remover as películas e realizar inspecção B para reaver os documentos. Ou seja, irás gastar bem mais que o valor da legalização e continuarás sem ter as películas homologadas.

Conclusão

Se estiveres a pensar colocar películas no teu carro deves incluir no teu orçamento o custo da legalização e procurar sempre um instalador certificado. 

Caso precises de um orçamento, podes entrar em contacto conosco enviando um e-mail para: geral@tagart.pt Somos instaladores certificados Johnson Window Films!

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *